quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Nossa necessidade de falar mal uma das outras

Olha, eu não gosto de falar mal dos outros, não. Sério mesmo!
Eu tive uma amiga que me sacaneou pra caramba e umas amigas tomaram as minhas dores, então começavam a falar mal dela o tempo todo. Mesmo sabendo que ela tinha sido muito "palha" comigo, eu não gostava! Aquilo me incomodava! Eu até me retirava para não ouvir.

Pois então, eis que ontem aconteceu uma cena patética onde eu fui a estrela do espetáculo. Eu descobri que o carinha que eu gosto já ficou com uma garota da época da escola. E não é que é a segunda vez que ela fica com alguém que eu tava a fim? Tá certo que ela nem sabe disso e que ela ficou com ele antes mesmo de eu conhecê-lo, mas me senti insultada pelo destino! Como é que pode?!

E daí, como mecanismo de defesa, o que foi que eu fiz? O que eu condeno! Falei mal da garota pra ele. Não que eu tenha falado coisas absurdas, mas mesmo que tudo que eu falei seja verdade, tem como soar mais ridícula do que falar mal de uma garota que o cara que você gosta ficou? Tem como passar atestado maior de "ainda sou apaixonada por você" ou de "não queria que você ficasse com ninguém além de mim"?

Tentei não soar muito judgemental, mas acho que quando você está puta de ciúmes todo o seu lado racional do cérebro simplesmente pifa e você sai falando - e fazendo! - merda atrás de merda!

Depois ele saiu do MSN todo estranho, e até agora tenho a leve impressão de que ele saiu meio revoltado com as coisas que eu tava falando. Seria muito útil se os homens tivessem um dispositivo que filtrasse esse tipo de conversa. Se do outro lado ele só estivesse rindo do quanto eu tava com ciúmes e por isso tava ali fazendo a outra garota parecer ruim. Quando na verdade, eu tava queimando o meu próprio filme!

A verdade é que nós mulheres, inseguras, não acreditamos poder conquistar alguém apenas pelo o que somos, e quando vemos uma ameaça eminente entramos num pânico tão grande que precisamos tentar diminuir a outra presa, para que pareceçamos mais atraente. Isso é triste!

Que a partir do momento em que percebermos essa característica - ou melhor, defeito - nós mudemos. Que nos valorizemos mais, de verdade. Sem tentar diminuir o outro - ou melhor, a outra!

7 comentários:

Babi Freitas disse...

Eu tenho uma mania de leve de falar mal dos outros, mas nao é maldade e nem insegurança... acho q é pra mostrar que eu sou observadora e nem tao superficial assim...
pode parecer que isso nao faz o menor sentido, mas qm me entende mesmo?

beijos
;)

Ivy disse...

Well darling-dany,99% da população participa dessa roda! Para mim é um esporte!hehehe
Brincadeirinhas a parte, a gente sempre "fala mal" de alguém porque quer desabafar um incômodo!Pra mim é assim...Nunca é de graça...
Foi o que você fez,porém com a pessoa errada!Fato...

E Babi, realmente a parte do "nem tão superficial assim" não fez muito sentido mesmo!hehe

;)

DanyZinha disse...

eh msm, seria justamente o cotnrário neh
hahahaha

Sr. Sete disse...

huahauhauah

vou falar, quero e preciso do meu pc d volta, pra ler essas coisas mais maravilhosas que só mulheres com GLAMOUR (em especial minha lindinha RELATIVE) sabem falar tão bem...

Me vejo tão mulher nessa Merda (desculpem a revolta) de blog


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DanyZinha disse...

Guiiii, sua FRIEND aki tbm merece consideraçao
hahahaha
momento ciuminho! hahahahauauahe
Essa sua RELATIVE eh mt piriguete hahahauauahe
Soh p nao perder o costume de falar mal de mulher hehehehe

Babi Freitas disse...

Dona Dany, vamos respeitar o quesito FAMILIA aqui, vamo?
hahaha

;)

Kérow disse...

Velho... tudo o que vc disse e puramente verdade! que coisa.... to me sentindo imbecil pq eus empre faco isso uiAHIUAHIAUH