domingo, 30 de agosto de 2009

Carrie way of life


Como diria o meu amado Lulu, sim O Santos, todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite.

Eu tava como as cachorronas do funk, preparada. A loirice tava excepcionalmente me agradando e lá fui eu sair com meu novo-affair-ainda-sem-denominação para uma saidjénha casal. Fomos a um dinner mára - posters de pulp fiction, ben harper bombando na vitrola, mesa pros chaminés (é, meu vício tá fueda!) e a bebida? Cosmopolitan.

Tudo caminhava para uma noite agradabilíssima, porém a noite tava com um quê de Bradshaw (e não era só meu blond curly hair): malboro light + cosmopolitans = problemas com o meu Mr. Big.

Ligação inesperada e toda a bela noite se esvaiu em segundos. Voltei pra casa de taxi, com os cosmopolitans fazendo efeito, lendo a Vogue de maio, com desejos guardados e olhos marejados. Eu tava como a Bradshaw, esperando ouvir a tão querida frase.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O radar feminino para sujeiradas masculinas

Olha, eu acho uma palhaçada essas mancadas masculinas! Acho mesmo! Mas tem coisas que são dignas de um nariz vermelhinho. Chupa essa manga:

O cara fuça o orkut da menina, força a amizade. A menina na boa vontade de conhecer alguém legal - ou podemos usar o termo popular "carência aguda" - aceita as investidas do rapaz. Conversam horrores e marcam um encontro bem casual. Sinuquinha com as amigas e chama o mancebo.

Chegando lá, a menina nota que o rapaz não é tão atraente quanto parecia e não tem o papo tão interessante quanto aparentava. Mas ok, a carência é grande e as opções são poucas.

De repente, o sexto sentido feminino capta vibrações negativas: o rapaz conversa mais com a amiga sinuqueira do que com ela.

Nenhum investida real no dia da sinuca, a faz pensar que o jogo está acabado mesmo antes de começar. Mas após o encontro fatídico, o gajo continua com leves investidas online, porém que nunca tem um resultado satisfatório.

Depois de quase se convencer de que seu sexto sentido teria a confundido, a prova dos 9: a amiga sinuqueira conta que o palhaço a adicionou no msn e a convidou para um cineminha "inocente".

Mais uma prova de que sexto sentido feminino não falha. E também que os homens continuam sendo todos palhaços!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

SAIII ZICA!

Poise minha gente, postagem altamente internacional para dizer em alto e bom som que a Europa e ZICADA para aqueles da traducao 55.

VOU EXPLODIR ESSA MERDA

Resumirei o meu calvário:

1- De fato desesperei de inicio porque nao tinha achado nem quarto pra morar e nem emprego. Tentei com todas as forcas das minhas pernas e pes (o que restou deles) pra achar um lugar pra morar e eum emprego . No entanto, ta tudo lotado pro Oktoberfest tem mais de um ano, nao tem lugar nenhum disponivel e so estao contratando gente de manha. E eu de manha tenho aula. FUDEU!

2- Minha opcao foi continuar em casa de familia. Acharia eu que nao tinha problema. No entanto, na casa aonde eu to ficando (suburbio, zona 2) e 35 EUROS O DIA. Eu ia falir meus pais.Impossivel.

3- Achei que tinha arrumado um emprego! EU TAVA FELIZ OBVIO: Camareira num Hotel sabado e domingo... ganhando 3,33 euros a HORA????? Desisti.

4- Fui tentar postergar meu visto pois fiquei sabendo que meus pais estavam dispostos a pagar a minha estadia aki em casa de familia. No entanto, preciso de UM SEGURO SAUDE ALEMAO, pq o meu americano e internacional nao serve. Vou ter que gastar mais de 10 mil reais A MAIS. Desisti de ficar e vou comprar a minha passagem de volta pra Outubro.

5- Minha tia resolveu vir morar comigo. SIM meninos e meninas. ELA se convidou. E esta vindo dia 31 de Agosto. Me fez rodar a cidade inteira a procura de um apartamento pra alugar pra gente ... passei 2 semanas andando e POR OBRA DIVINA ACHEI! Mas, nada e satisfatorio pra ela pois fui xingada pela demora de 2 semanas pelo apartamento pq ela n consrguiu comprar a passagem com milhas. Ainda mais: fui xingada tb pq o mercado mais perto e a 10 minutos a pe. Ela queria um apartamento no centro. ....leiam NUMERO 1 (caso Oktoberfest). Agravante: ela nao fala nem ingles e nem alemao. O que raios eu vou fazer com essa mulher aki por 2 MESES? Vou me benzer! Isso e trabalho e dos feio! Alguem foi numa casa dos preto velho aih e rogou uns maraba pra cima de mim velho. VADE RETRO!

6- Eu nao consigo comer nada aki. Tudo e muito apimentado, condimentado, pesado e meu estomago e problematico. TUDO que entra...sai. To imagrecendo MUITO depressa e to com cara de doente pelo cansaco.

7- Ontem fui fazer a mudanca do apt. La estou eu com 75937 mochilas, 16739578 sacolas e 500 meninos (nipe as tias pegando busao no conjunto nacional direcao samaba sul) QUANDO me passa UM DEUS GREGO. CACETE... ele me olhou horrores , deve ser por pena da minha situacao. Quando me aparece um decente, estou com cara de sacoleira.

8- HOMENS AKI...NADA! Sao burros que nem porta mais lindos de morrer. Me dao nervoso essa falta de QI. SO se for MTO rico.

9- Estou mantendo contato com akele vcs sabem quem quando ontem me surpreendo com o AUGE DA BABAQUICE MASCULINA " Po...vc ta aih e tal. Sofre tudo o que vc tem que sofrer...vc foi pra aih pra ficar sozinha e nao e me ligando que vc vai conseguir isso. Vc pode me ligar e vc sabe disso, mas isso nao vai adianatar nada. E so sofrendo que a gente amadurece." AHHH TA BLZ! Mto adulto mesmo esse pensamento sendo que ele tambem me procura durante a semana e ele responde TODAS as minhas mensagens e bla bla bla. Se ele quisesse que eu realmente sumisse, ele nao responderia. Nao sei que se passa na cabeca dele. Resultado: pra ele agora eu sumi. Ta reclamando da minha atencao , agora vai e ficar sem pra parar de ser babaca. So outubro e olhe la, SE MERECER. Eu tentei ser legal , eu JURO. Mas descobri que tem certas horas que nao adianta o quao legal vc e HOMENS serao SEMPRE homens. Depois veio "nao...eu to de boa cuntigo, so to te dando um toque!". Tenha santa paciencia. Ele quer alguma coisa comigo e ele deixou bem claro, mas nao e bem assim que as cosias vao funcionar pro meu lado nao querido. Acho que nao sou eu quem tem que amadurecer.

Poise minha gente, quem resolver vir pra k se prepare pq eu nao sei o que acontece aki, mas tudo vem por agua a baixo. Cada um com os seus limites e experiencias, mas as minhas sao resumidas a choro e desespero de tentar fazer valer a pena o tempo que eu estou aki e tentar passar por cima dessa merda toda. Espero de fato conseguir tirar cosias boas o bastante daki para que eu possa balancear e nao me arrepender e enlouquecer.

Seja o que Deus quiser.

sábado, 8 de agosto de 2009

Porque afinal seu pai também é homem

Ok, dia dos pais, vamos fazer a tão temida relação que todas nós um dia já ouvimos. Dizem que nós mulheres tendemos a escolher um pretê que de alguma forma nos remeta ao papai - tudo inconscientemente, of course, e sob nossa veemente negação.

Parei pra analisar que tipo de homem meu pai é. Não o tipo de pai, o tipo de homem. E definitivamente, pelo andar da carruagem e análise empírica do material, eu digo NÃO a homens que tenham o comportamento do meu pai.

Ele é dos que se acomodam com a situação. Sabe que o negócio está ruim, mas prefere fingir que está tudo certo, não sei se para evitar brigas, DRs ou até mesmo eventuais despejos. Ele é daquele que ama, mas ao seu todo particular modo. Não demonstra através de pequenos gestos - o que as mulheres pedem desesperadamente, mesmo que sem dizer - mas adora dizer o quanto ama. Resumindo, meu pai é o tipo aplicador de tortura chinesa. Aquele que aos poucos vai deixando a vítima ensandecida de sinais confusos. E, believe me, o resultado não é satisfatório.

Sabendo disso, por que diabos minha mente, fora do meu consciente, escolheria o tipo de homem que eu sei que não dá certo? Por que eu escolheria material danificado?
Afinal, as mulheres são cegas mesmo antes das borboletinhas no estômago começarem a aparecer?

E aqui ficam três perguntas: olhando para o seu passado amoroso, você consegue enxergar seu pai nos homens que passaram pela sua vida? Que tipo de homem seu pai é? Alguém sabe qual é a real explicação para essa relação psicológica?

Anyway, feliz dia dos pais!

domingo, 2 de agosto de 2009

Até onde vale a pena ir por uma vingança?

Eu chego lá, linda, dançando, flutuando e ele olha de cara feia pro cara que me acompanha. Passo a noite toda com o mesmo, mas sem segundas intenções, embora ele não interprete assim.

Até que um dia, chega a vingança. Ou melhor, o que ele achava ser uma vingança. E beija, assim sem mais nem menos, uma outra, na minha frente. Eu achava que ele não seria capaz disso, mas quando vejo a tal cena, meu coração dispara e prefiro ir embora a assistir mais daquela tortura "japonesa".

Então, eu espero o momento de dar o troco. As oportunidades não vêm tanto assim, pois decidi trocar de balada fixa quando terminamos, pra ajudar a esquecer. Mas as canções não mudam. E every now and then, eu lembro do quanto era bom estar no braços dele, rodopiando e olhando naqueles olhinhos apertadinhos do oriente.

Tento não pensar no quanto ele me fez bem. Procuro pensar no quanto ele me faz mal. E quero muito me vingar. Quero muito que ele me veja de verdade nos braços de outro, aos beijos com outro, e fazê-lo sentir o mesmo que ele me fez sentir naquela noite.

Mas paro, penso e me censuro. Até onde sou capaz de ir para me vingar? Vale mesmo a pena me rebaixar ao nível dele para ter 10 minutos de prazer em vê-lo se sentir facilmente substituído? Penso em me render propositalmente à lábia de qualquer um, se ele está observando. Mas ainda maior que minha sede de vingança, minha vontade de machucá-lo, é a vontade de não me importar mais com o que ele acha. É a vontade de chegar o dia em que poderei ignorar a presença ou a ausência dele. E não desejar que ele se machuque ou não. Simplesmente não desejar absolutamente nada quando se trata dele.

Não vou me desrespeitar, ficando com qualquer idiota que aparecer, só pra ele saber que eu não preciso dele. O que eu preciso é encontrar alguém que me faça sentir como ele me fez, mas que seja bem mais homem que ele foi pra assumir um sentimento e que queria continuar me fazendo sentir assim a cada dia.