quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Retrospectiva 2009 CT&B

Quase que não sai em 2009, mas conseguimos fazer a Retrospectiva do CT&B! hehehehe
Enquanto tá passando na Globo a retrospec com a morte do Michael e com Lula, o filho do Brasil, o CT&B não podia ficar de fora, né?!

Portanto, queremos agradecer à galera que pára uns cinco minutinhos do seus dias corridos e vem aqui ler nossos infortúnios amorosos, nossas crises existenciais, nossos pseudo-manuais, enfim as impressões de cinco jovens futuras tradutoras de Brasília, que tentam curtir a vida a doidado (oi, sessão da tarde! hehehe)!

O CT&B surgiu em janeiro de 2009, quando depois de uma noite de forró decidimos que "aquilo tava tragi-comico demais pra não ser contado!" e foi o quê fizemos: contamos! E como contamos, já em janeiro temos o primeiro filho-da-puta do ano e até a relatividade do tempo "como minha sábia mãe diz, o tempo é relativo dependendo de que lado da porta do banheiro você está". Falamos de um ilusionista, de uns babacas e até post from Africa a gente teve, descobrimos que um gêmeo mau pode se tornar bom e que um gêmeo bom pode se tornar não tão bom assim...

As baladas são um caso à parte nesse blog, né?! Vimos que não se pode chamar sua melhor amiga de parceira (você pode aparentar lesbianismo), que tem dias que os homens saem de casa para falar bobeiras sobre clareamento dentário e que definitivamente pirralhos são um problema que podem aparecer em dezembro de novo!

O quarto mês do ano foi o das reclamações, a maré tava tão ruim que foi um xororô sem fim. Mas depois houve A Recalcagem de todos os tempos e concluímos que ela é muito engraçada para quem vê, chata para quem sente e um ótimo material para quem lê! Nesse mesmo mês hilário começamos a (já quase abandonada! =/) coluna de sexo discutindo que realmente tamanho não é documento.

Já perto do niver da Loirinha os vovôs e forrozeiros foram analisados, até prêmio Nobel o pessoal andou recebendo por aqui. Questões hetero/homo de dar o c* para uma mulher foram largamente debatidas, conclui-se que cada um faz o que quer com seu c*!!! hahaha

Carrie foi sempre citada aqui como nosso exemplo-mor feminino, de angustias e de paixões, de cachos, cigarros e Mrs. Big! É... Mr. Big é eterno!

Tivemos super-heróis e anti-heróis nos últimos tempos, e para ser sincera, não escolha heróis (nenhum tipo deles!) é um pessoal problemático, sabe? Sempre tentando salvar ou destruir o dia...

Nosso primeiro Top 3 foi feito e foi sucesso absoluto. Tentaremos mais opções em 2010, tipo coisas que não precisamos ouvir dos homens! E falando em coisas que não precisávamos ouvir dos homens, no final do ano reunimos nossos queridos e nada saudosos Babacas do Ano, cada colaboradora com seu respectivo concorrente para nossa primeira premiação. E já que estamos falando do Prêmio Babaca do Ano...

Rufem os tambores!!!

E é com muita emoção que anuncio que O Primeiro Prêmio Babaca do Ano vai paaaraaa:

Ex-namorado-viadinho-enrustido

&

Pseudo-forrozeiro-anti-herói!

Parabéns, meninos! Os narizes vermelhos e as plaquinhas vão chegar nas suas casas em breve!

É isso meus queridos, adeus ano velho, feliz ano novo! Que tudo se realize no ano que vai nascer! No nosso último post do ano velho de 2009 com essa musiquinha cafona (mas que é a verdade de todo mundo lá no fundinho coração) nós desejamos a vocês, caríssimos leitores CT&B, um 2010 repleto de alegrias, sucessos, abraços apertados, beijos que façam os olhos mudarem de cor, sorrisos abertos, manhãs ensolaradas, noites estreladas, muita música boa pros seus ouvidos, todas as boas farras que puderem ir, todos docinhos gostosos que puderem comer, todas as taças de champagne que puderem beber e que leiam o CT&B durante 2010, 2011, 2012...

Feliz 2010! Bonne Année! Happy New Year! Bueno Año Nuevo!

Fitas, laços e beijos da Loirinha!

Beijinhos saudosos...
da risada de Mara Manzan
dos passinhos geniais de Michael Jackson
dos cabelos dyvos de Farrah Fawcett
e da dirty dance de Patrick Swayze!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Traduzindo mulheres

Em dia de natal decidi escrever um post especial para os leitores deste blog: falarei sobre esse ser maravilhoso que e a mulher. Me desculpem se existir algo que nao se aplica a voces meninas, estou tirando a minha honoravel pessoa como exemplo feminino ate mesmo nos minimos detalhes. Vou me desculpar novamente pela falta de acentuacao e pontuacao provida de um teclado de uma maquina de inteligencia artifical maior do que uma televisao de 42 polegadas e mais lento do que a velocidade do avanco dos continentes. Cortando os parangelas, aqui vamos nos descobrir o maravilhoso mundo feminino (frase discovery channel).

1- Colocaremos em primeiro lugar que NAO ADIANTA dizer que nao. A Priori, todos os homens sao safados e canalhas ate que se prove o contrario. Entao por favor, vamos parar de achar que a raca feminina e complicada ta? E pela simples razao do universo masculino que nos comportamos de tal e tal forma. Mulheres analisam ate o ultimo ponto final de cada frase, coleguinhas. Cada movimento da conquista e baseado no que voces fizeram ou deixaram de fazer nos encontros anteriores.

2- A TPM EXISTE senhores!!!!! Chocolates, agrados, carinhos e mimos sao SUPER bem vindo todos os meses. Cada uma se comporta de uma maneira diferente nessa fase. Eu fico carente a extremo, no entanto tem gente que fica irritada, pensativa, ansiosa. Peloamordodivino, aqui e crucial que NAO SE DISCUTA em hipotese alguma. Se dissermos que a terra e quadrada entao a terra sera quadrada por uns tempos e acabou. O momento da gritaria, alteracao, xoramingacao acontece justamente quando voces homens nao fazem o que queremos OU discutem ate bater o pe no chao. Lutaremos ate provar por A + B que a terra e quadrada.

3- Geralmente simples palavras podem significar frases inteiras ou ate a chegada dos 4 cavaleiros do apocalipse. A pergunta classica " O que voce tem?" e respondemos "Nada" e porque tem coelho nesse mato. Em 99% das vezes eu estava querendo matar o energumeno e tava querendo que ele me cutucasse ate chegar aonde eu queria pra comecar o bafafa.
"Pode deixar ..." : voce vai acabar fazendo de uma forma ou de outra
"Esquece"
: voce e um imbecil sem precedente

"Deixa eu te explicar..."
: voce e um imbecil e ta prestes a tomar um pe na bunda

"Deixa que eu faco"
: voce e um imbecil e um imprestavel

"Estive pensando OU precisamos conversar"
: o fim dos tempos.


4-
Recebi um e-mail de uma mocinha que descrevia a propria odisseia para se arrumar para um encontro. FATO! Fazemos MIL coisas para voces homens incluindo depilacao, unhas, cabelo, maquiagem, roupa , sapato. TUDO e milimetricamente calculado e de acordo com o lugar , situacao e circunstancia. O que acontece e que e muito facil vestir uma calca jeans, a blusa de cor diferente da de ontem e pentear cabelo , ne meninos? Vamo elogiar vamo? Garanto que nao e tao dificil.

5- Colocarei um grande EU aqui. Acho DE VERDADE que tem horas que a raca masculina para de raciocinar. Sao lapsos que eu fico embasbacada com tamanha idiotice. E inacreditavel a capacidade que voces tem de que quando ta tudo perfeito do nada UMA frase arruina a noite, o relacionamento e etc. A gente sabe da mancada e muitas vezes acaba deixando passar batido. Meninos, por favor pensar duas vezes nunca fez mal a ninguem. Nos mulheres analisamos tudo. Vide item 1.

6- Temos problemas com roupas, acessorios, sapatos, maquiagem. Paramos pra olhar UMA loja atras da outra sim, na verdade nao tenho uma explicacao para tal fascinacao. Mas simplesmente fazemos e gostamos de comparar e comprar.

7- Gostamos de cavalherismo. Sem mais nem menos.


8- Nao temos problemas algum com os amigos de voces, homens. O que acontece e que geralmente diante de uma turma grande de amigos VOCES tem lapsos mentais (vide item 5). Dai a paciencia e divina e ja sabem ne? Arrotos, brutalidades e porcarias tira qualquer uma do serio.

9- Minha gente, bolsa de mulher e algo que nao tem pra onde fugir. E assim e vai continar sendo. Temos de carteiras e maquiagens ate cola e barbante. Nao perguntem.

10- A dica MAIS IMPORTANTE
: durante uma discussao quando comecamos a concordar com tudo o que voces dizem, tenham cuidado. O terreno e hostil e estamos prontas. Qualquer deslize e voces dancam bunito (se ja nao tiverem dancado a tal ponto). WATCH OUT! E uma insinuacao de que voces precisam se calar e pronto.


Espero que ponham em pratica as dicas e o utilizem o presente com sabedoria.


FELIZ NATAL!!!!!!!!!


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Brasília em Dezembro: tudo ou nada

Sábado era um dia de comemorações. Algumas notícias nos animaram. Saímos Ruiva e Loira, doidas pra colocar nossos corpinhos pra remexer.

Descemos para o Poizé, lugar que costumávamos frequentar bastante, mas fazia tempos que não íamos. Logo de cara, identificamos Brasília em final de ano. As pessoas interessantes já se foram para as praias. Logo, nos resta apenas nos conformar com as sobras.

Primeira investida na nossa Loira, um homem bombado se aproxima, fala meia dúzia de bobagem e leva um toco. Tudo bem até aí, se não fosse o fato de que passamos ao lado do infeliz de novo e ele decidiu insistir mais. Quando digo insistir, quero dizer que ele agarrou a garota e não queria largar. Tive que esmurrá-lo até que ele resolvesse largar o braço dela. Brasilienses toscos!

Bem, tentamos ir pra pista de dança, mas além do lugar estar lotado, haviam pessoas muito estranhas ao redor. Resolvemos que o único lugar interessante da balada era o balcão do bar e lá fomos.

De repente, dois japoneses se aproximam. 5 minutos de conversa fiada. E em menos de outros 5 minutos, mais uma dupla se aproxima. Irmãos. Kinda cute. Começamos a conversar e eu encasquetei que conhecia um dos meninos. Na minha cabeça, claro, não disse nada. Fiquei observando e de repente caiu a ficha. O menino deste post aqui estava de novo dando em cima de mim. Na hora que eu finalmente lembrei de onde conhecia o sujeito, me retirei imediatamente. O irmão dele, em contra partida, agradou a Loira e conseguiu pontuar no jogo.

Enquanto a Loira se deliciava com o irmão do fracassado, continuei sentadinha no bar com minha garrafinha-d'água-de-amiga-da-vez, quando um gajo com boné pra trás, todo carinha de playboy veio conversando comigo. E não é que o menino era bom de papo? Conversamos, ele mandou bem e saímos do 0x0.

O problema eram os amigos mega bêbados dele, foram embora e deixaram ele e o melhor amigo pra trás. Fazendo a caridade do ano, quando acabou a balada, demos carona para os dois e ao chegar lá - 5:30 da manhã - havia um senhor de chapéu de palha com o som do carro ligado na maior altura ouvindo Jorge Aragão enquanto proferia em alto e bom som frases do tipo "Fora Arruda e sua corja!" e "Os jovens... o futuro do país!". Momento estranho da noite, fomos pra casa felizes e sorridentes, satisfeitas com a comemoração. Loira tinha se divertido com o que ela mesma definiu como "Carioca Delicinha" e eu tinha me deleitado com os beijos perfeitos - e bela pegada, devo dizer - do gatinho de boné pra trás.

Para não dizer que não ouvimos nenhuma cantada tosca, quando já estávamos do lado de fora da boate, um rapaz se aproximou, me pediu em casamento, e ao se apresentar disse: "meu nome é Alceu. Alceu dispor."

É, nenhuma balada é totalmente salva!

----------------------------------------------------------------------------------

A votação do Prêmio "Babaca do Ano" continua. Para informações, clique aqui

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Homens e Can't touch this

Estava eu a navegar por essa maravilhosa blogosfera e me deparei com duas peculiaridades muito peculiares (pleonasmo, oi?!): primeiro, uma história tão palhaça que nem acreditei, e a segunda, um vídeo tão à la peladões da UnB (#galeralouca) que não me contive e vim aqui partilhar tais momentos tão lindos.

Palhaço higiênico

Uma amiga saiu com um palhaço algumas vezes e, depois de alguns jantares e cinemas, foi ao motel com ele. Transaram e foi tudo ótimo. Quer dizer, seria tudo ótimo se não fosse um detalhe: depois do sexo o 'bonitão' sentava na cama e limpava o pau com álcool. Na frente dela. Ela 'questionou' e o palhaço disse que era assepsia.

Assepsia?! Não pode deixar pra tomar um banhinho antes de ir embora do motel?

Sim, amiga dona de circo, imagina a situação. Você tá saindo com um carinha interessante. Tão se conhecendo, rola aquela ansiedade. Marcam de se ver, você faz todo aquele ritual, capricha na depilação, na calcinha, no perfume, na maquiagem, no vestido, sobe no salto. A noite tá ótima e enfim rola, vão transar. Você paga várias prestações do Baú da Felicidade e já tá achando que se deu bem, pegou um palhacinho bem adestrado que vale o michê. Daí, depois de te comer, o bruto saca um frasquinho de álcool do bolso e... e... e limpa o pau!

Amigo, se você tem nojo de xoxota devia dar o cu.

Copiei daqui ó: Homem é Tudo Palhaço.

Flash mob é a nova mania da galera nas gringas (oi,comercial de produto fuleiro para pré-adolescentes?!). Esse é muito engraçado e pra quem é fã de can't touch this tchãnã tchãnã tchãnã vale móooointo a pena ver. Os caras invadem uma loja na Califórnia com as belas Funny Hammer Pants douradas e se jogam no bailado! Clica aqui pra ver.

Copiei daqui ó: Não Salvo

Sem preguicinha de ver o vídeo, hein, crianças?! Por que redondo é rir da vida!

Não se esqueçam que a votação pro Prêmio "Babaca do Ano" ainda tá rolando aí do lado, quem votar ganha um doce... virtual! hahaha
Se você ainda não conhece os candidatos lê aqui ó.

Aproveitem a história e o vídeo. Boas festas e boas férias.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Prêmio "Babaca do ano"

Bom, fim do ano está aí e uma das coisas que mais marca essa época são os prêmios distribuídos aos melhores do ano. Como esse blog no ano de 2009 teve mais insucessos que sucessos, vamos inovar e fazer o prêmio "Babaca do ano". Quem escolhe o vencedor é você, leitor!

Candidato nº 1:

Eles se conheceram por acaso, numa balada. No outro dia, ela viajou. Assim que ela pôs os pés de volta em Brasília, ele a convidou pra sair. Tiveram momentos mágicos. Ela conheceu parte da família dele. Ele comprou acessórios sexuais e disse ter comprado para usar com ela. Mais ou menos um mês todo esse encanto. Ela se apaixonou. E ele se revelou. Começou a esvair-se, sumindo aos poucos. Até que um belo dia, ele ficou com outra, na frente dela. Sem o menor aviso prévio. E mesmo depois disso, quando eles se encontram, ele a procura. Ela, como toda mulher que ainda não superou o cafajeste, cai nos encantos dele. E depois fica se odiando. E ele continua por aí, cafajestando. Com ela e com outras.

Candidato nº 2:

Eles eram colegas de trabalho. Um belo dia, no feriado mais promíscuo do ano (Carnaval), ela se apaixonou. "Estou viajando", era como ela chamava a paixão. Algo que ela nunca tinha sentido. Passaram-se vários meses de uma intimidade absurda. Até o salário dele era depositado na conta do banco dela. Ela tinha medo de cobrar algum tipo de postura - namoro -, pois achava que poderia colocar tudo a perder. Ele tinha o costume de sumir nos fins de semana - segundo ele, para tocar com sua banda. Um belo dia, no seu aniversário, ela liga pra ele e alguém finalmente atende, depois de várias tentativas. Uma mulher. Ou melhor, a ex dele. Que não parecia tão ex assim. Depois de mais de 4 meses, a casa cai.

Candidato nº 3:

Colegas de trabalho há muito tempo, ela sempre teve vontade de ficar com ele, mas ele estava namorando. Até que ele finalmente fica solteiro. Começam a sair juntos, primeiro como amigos. As mensagens fofinhas, indiretas, climas, começam a rolar. Quando de repente, rola o primeiro beijo perfeito. Ele alega que demorou um pouco para tomar a iniciativa porque ela não é qualquer uma, afinal, e ele tinha medo de estragar a amizade deles. Parece tudo mil maravilhas, quando de repente ele começa a parar de procurá-la sem razão aparente. Ciumenta e desconfiada, ela investiga e questiona a proximidade dele com uma outra colega de trabalho. Ele nega veementemente qualquer envolvimento. E quando ela achava que nada podia ficar pior, eles aparecem, também sem aviso prévio, namorando.

Candidato nº 4:

Eles namoravam há 5 anos. O amor da vida um do outro. Enfrentaram o mundo para ficar juntos, afinal os pais dela sempre disseram que ele não era homem pra ela. Ele 7 anos mais velho que ela. 5 anos de cumplicidade, amor, luta para permanecer juntos. Casamento? Claro que ela pensava! Era tudo o que mais queria. Um belo dia, ele resolve terminar com ela alegando dúvidas sobre o relacionamento. Ela acha estranho, mas fazer o que? Pouco tempo depois, ele liga, implorando pra voltar. Ela volta. Tudo volta ao normal. Um ano depois, ele termina de novo. Argumento: "você é a mulher da minha vida, eu te amo, mas não sei se vou ser capaz de te fazer feliz". Alguns meses depois, eles se encontram e ele faz duas revelações bombásticas: "eu ia te pedir em casamento no mês em que terminamos" e "eu fiquei com um homem, mas não gostei". TÁ!

Candidato nº 5:

Eles se conheceram em um grupo jovem da igreja católica. Até que um dia, em um evento do mesmo, ele pediu para que ela o ensinasse a dançar forró. Ela pacientemente ensinou, e ele começou a, do nada, frequentar a casa de forró que ela frequenta todas as quintas-feiras. Começaram a ficar e pra ela, de início não era nada. Nem queria dar continuidade ao affair, porque sabia da procedência cafajeste do gajo. Daí vai quase dois meses ficando. Dois meses de amores, carinhos, um se surpreendendo com o outro. Aparecem juntos em evento do grupo jovem, deixando a todos chocados, pois eram muito diferentes. Mas tudo caminhava para algo sério. Um não tão belo dia, ele aparece querendo terminar com ela. Confessa que estava ficando com duas ao mesmo tempo e que está dividido. Diz que sabe que com ela pode dar certo, mas que a outra é mais "fácil" - se é que me entendem. Depois de ela dar a oportunidade dele escolher, ele escolhe a outra. "Pra comer", ela pensa. Uma semana depois, ele aparece namorando a tal garota "fácil". E ainda diz para amigas dela que ela é "cabeça aberta"e que com certeza compreendeu. E ainda continua frequentando o orkut dela.

Bom, aqui nós temos candidatos fortíssimos ao troféu de "Babaca do ano". A votação vai estar aqui do lado, numa enquete e vai até o dia 30/12. Não deixem de votar!