terça-feira, 16 de março de 2010

Beautiful, dirty and rich

Como diz o título deste post, Lady Gaga tem sábias palavras...

Estávamos, Loira e Kérow, indo pras baladinhas 0800 da Brasília amada e pirando no carrão do pai dela ouvindo Lady Gaga até os tímpanos não mais aguentarem, quando no meio da L2 norte um carrinho com dois jovens rapazes emparelha e um dos rapazes com a cabeça pra fora do carro:

__ Oi, você pode me dar o endereço da rua "Te Quero Muito"? =)
__ HAHA!

Loira completamente atóooooron-essa-noite-totalmente-lady-gaga olha para Kérow que morria de rir:


__ Fala pra ele que a gente vai pro Área 51, PERA! Carai, ele é um bebê, sobe o vidroooo, Kérow!

E saímos loucamente com Beautiful, dirty and rich bombando nas caixas! Fiquem com a querida Lady Gaga.




PS: Não nos levem tão a sério, não somos nem tão bonitas, dirties ou rycahs! ;)

sexta-feira, 12 de março de 2010

Juventude Perdida

Gente, o fim dos tempos está próximo!
Afinal, o que você fazia quando você tinha 11 anos? Eu brincava de queimada no campinho, assistia Chiquititas e colecionava papel de carta. Pois as pessoas de 11 anos de hoje em dia vão para o Pier 21. Pros leitores do Brasil afora, é uma espécie de point aqui de Brasília. É um shopping que tem lojas e restaurantes caríssimos e uma boate da moda.

Fui ao Pier com meu namorado esses dias, apenas pra pegar um cinema, e vejam só, ficamos chocados com a quantidade de meninos e meninas no início da pré-adolescência. Mas o que nos deixou mais atordoados eram suas vestimentas, atitudes, caras e bocas. Se não fossem os dentes de leite e a falta de seios, dava pra jurar que qualquer uma daquelas ninfetas tinha 20 anos. Elas abusam do decote (um soutianzinho com enchimento pra ajudar), do salto alto, da maquiagem pesada, das bolsas de marca, do glitter. Os meninos que as acompanham tem muito menos apetrechos para disfarçar a pouca idade. Uma calça caída e um boné pra trás pra tentar tirar de playboy, mas a carinha sem espinha entrega os recém completos 11 anos. Meu primeiro beijo na boca foi com 10 anos. Bem cedo. Mas eu não perdi minha infância por causa disso. Minha mãe não me deixava me vestir que nem uma boneca de porcelana, nem sair de casa às 23h.

Esses dias também fui a uma festa de desconhecidos. Começamos a conversar sobre sexo, táticas e afins, de repente eu descobri que a menina mais velha da mesa tinha 19 anos. Elas tinham 15, 16, 17 anos com uma experiência MUITO mais vasta que a minha, do alto dos meus 23 anos. Cada frase que eu ouvia, me chocava mais um pouco e eu consegui sair de lá totalmente atordoada. Lembrei que quando eu tinha 16 anos, um beijo na boca me deixava com o frio na barriga mais intenso do mundo e um menino passar a mão na minha bunda já era way too far.

Fico impressionada e confesso que preocupada com a velocidade em que essa nova geração está vivendo as coisas. Atropelam tudo que é importante na vida! Cada fase tem sua magia e é uma pena que tudo isso esteja se perdendo.
Espero que meus filhos possam ter o que eu tive. Uma infância, uma adolescência e uma vida adulta. Tudo a seu tempo.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Aonde esse mundo vai parar....

Tem uma questão que anda me intrigando: o que está acontecendo com o mundo masculino? Certas coisas aconterecam que vão além de "ficar sem ligar", "não sair no fds" etc etc, e tais coisas ficaram guardadinhas, tanto fisicamente quanto emocionalmente, para posteriores reflexões.

Então como não consegui desvendar o mistério, aqui venho pedir a ajuda dos leitores para saber o que está errado. A seguir relatarei os dois acontecimentos que marcaram esses últimos dias para que, assim, possam tirar as devidas conclusões.

1- Lá estávamos todas: a loira, euzinha e a pessoa 1 em um desses showzinhos no parque da cidade em prol do lançamento de novos talentos musicais. Não podemos NUNCA negar eventos 0800. Até que encontro com um colega de vários outros carnavais e acabamos ficando no dia seguinte. Foi legal até certo ponto se considerarmos o momento "pegação". No entanto, o menino demorou questão de 5 minutos pra conseguir me dar o telefone dele o qual eu não tinha pedido...foi de livre e espontânea vontade DELE.

"98.....er......64.....(pausa eterna....)..."

Imaginei que isso era devido ao nervosismo mas eu tinha quase certeza que a vagareza provinha de alguns narcóticos utilizados durante um tempo. Enfim, é meio lógico que o cérebro venha a falhar algum dia, né? Mas aos 25 anos é demais ( ou demais narcóticos?) .

O que acontece e o que era de se esperar o menino lezeira NUNCA mais nem apareceu para dar OI nem BOM DIA. A educação some mesmo quando está implícito o "só quis te pegar"?
MAs um belo dia ele me aparece com toda educação perguntando se eu queria sair para tomar espumante.

MENINAS

Meu coração quase parou. Eu tive um faniquito de saber que o convite MAIS LINDO e MAIS romântico que eu ja recebi tinha sido feito por um possível junkie. Mas é o que dizem né: alegria de pobre dura pouco. Ele só tinha me convidado pra sair porque o amigo dele estava afim da pessoa 1 que estava no dia do showzinho. IA ser o tal do double date. Inacreditável.

Neguei lógico (até mesmo porque a pessoa 1 é MUITA areia pro caminhãozinho de FATO do tal amigo), mas ele resolveu voltar atrás e fazer o convite para um single date e depois de muito pensar...aceitei.

E agora aqui estou eu, exatamente neste momento, escrevendo no blog depois DO BOLO que ele me deu porque resolveu ir a uma boate com o tal amigo acima mencionado, e me deixar pra trás. (várias pessoas vão dizer I told you so)

ACREDITEM SE QUISER!

Me largou pra poder sair com homem....(não é a primeira vez que isso me acontece, diga-se de passagem)

2- O mais bizarro EVER. Aconteça o que acontecer este fato vai ficar para sempre comigo e o carregarei como ensinamento. Lá estávamos eu e a pessoa 1, no 3º dia do tal showzinho 0800 quando um trio de amigos breguíssimos nos abordam. Conversa vai e conversa vem e começa a tal apurrinhação:

-Oi, quantos anos vc tem?" (amigo 1 para Kérow)
-22
- Puxa é agora que eu me lasco... eu tenho 18.
- Legal hein...

E depois de muito bla bla bla:

- Que coisa chata..vamo sair daqui? (pessoa 1 para Kérow)

Lá estou eu no momento: virar e sair. Quando do NADA eu sinto a testa arder e a cabeça ficar pra trás. Eu percebi que tinha tomado

UM PEDALA ROBINHO NA TESTA!
EU DE FATO APANHEI DO MALUKO!

Virei em fúria e segurei no braço do menino que já estava a ponto de chamar socorro : " - Tu tá maluko velho? Perdeu a cabeça?"



Agora entendem o meu "pensar"? O que aconteceu com o mundo masculino que tanto reclamamos? Da falta de atenção e de decoro? Devo dizer que me arrependerei de dizer o que direi mas eu prefiro os rapazes do "palhaços" do ano, afinal de contas, nenhum das teóricas "vítimas de seus ataques" chegaram a apanhar....