quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Despedida de solteiro

Ontem uma amiga que vai casar reuniu várias meninas para uma noite de farra na cidade: era sua despedida de solteira. Assim, minha cabeça que nunca pára de pensar nesses detalhes sobre relacionamentos, começou a fervilhar de devaneios sobre o significado desse curioso ritual.

Fui atrás e descobri que, antigamente, a despedida de solteiro - que era exclusivamente masculina - tinha o intuito de comemorar com os amigos e juntar um dinheiro que garantiria que eles continuariam a sair para a farra mesmo depois de se casar. Quando essa tradição tomou o mundo feminino, era uma noite na qual as amigas ajudavam a noiva a verificar se o enxoval estava completo e tratar de qualquer coisa que faltasse. Hoje em dia, os conceitos são iguais e a noite da despedida de solteiro, quanto para a noiva, quanto para o noivo, é uma farra com os amigos, sem a presença do amor.

Mas afinal, qual é o verdadeiro significado disso? O que separa a vida de solteiro da vida de casado? Fiquei pensando no que vai mudar na vida da minha amiga a partir de sábado, o dia do casamento. Me bateu um desespero quando passou pela minha cabeça que a despedida de solteiro pudesse significar "adeus, amigas, não vamos mais nos ver, nem sair, nem vou mais beber e muito menos dançar até o chão". Será possível que a vida de casada possa impedir que você se divirta com suas amigas numa noite louca de bebida e dança? E por que?

Para mim (antes de começar a frequentá-las), as despedidas de solteiro eram mais literais. Achava que era uma noite em que os noivos estavam liberados para beijar outras pessoas pela última vez, e quiçá até mesmo dormir com uma pessoa diferente antes de casar. Depois que eu vi que era apenas uma farra com as amigas e que não tinha nada de "livres por uma noite", comecei a questionar - na minha cabeça, claro - o significado disso tudo. Se não vão, de fato, se despedir, para que fazer essa festa?

Fui perguntar para a noiva o que ela achava, por que tinha feito, e ela me disse que, para ela, era apenas um ritual de passagem. Todo mundo que vai casar faz lá o chá de panela e a despedida de solteira, e por isso ela estava ali fazendo, que não tinha refletido sobre o assunto. Achei ótimo quando ela disse que não deixaria de fazer nada daquilo com as amigas pelo fato de estar casada - isso era uma real preocupação. "Eu sei que vou ter outras obrigações com a casa, com o esposo e tal, mas não vou deixar de sair com as minhas amigas, de curtir. E eu não vejo problema nenhum em ele estar junto também. Não foi uma despedida, no significado mesmo da palavra", ela me falou.

Em suma, esse tal "rito de passagem" não tem muito significado, vamos combinar? É apenas uma desculpa para fazer festa com os amigos e pronto. Sinceramente? Eu sou sempre a favor de festejar, mesmo que seja nada, então, que venham mais e mais despedidas de solteiro!

Um beijo especial para minha noivinha querida e que ela seja muito feliz!

Um comentário:

Unknown disse...

Amei participar do post! Beijo amiga! Vamos farrear mais vezes!