quinta-feira, 8 de abril de 2010

Quando se ferrar na balada cansa.



Todo mundo sabe que eu já cansei antes,pendurei as chuteiras, fell in love, quebrei minha cara, e me joguei com força de novo na balada. Maaaaaaas, depois de sentir aquele gostinho bom de ter alguém, nenhuma balada é mais a mesma...

Curti demais minha fossa:fui à praia e voltei, bebi todas, começei a fazer aula de dança, saí incansavelmente com minhas meninas e sozinha. Até aí tudo bem, o principal objetivo era esquecer o banana lá que me deixou com cara de pastel. Analogia gastronômicas a parte, depois que finalmente senti o coração mais leve, aquele lance de ir pra balada todo santo final de semana não exatamente perdeu a graça, mas deu um cansaaaaaço. Sabe como é?Eu explico.

Cansaço de gastar um monte de dinheiros valisosos numa festa ou boatchy supertudo pra suar a peruca ao som de músicas duvidosas, ouvir xavecos de gajos underage, degustar drinks superfaturados e nem conseguir realmente confraternizar com as amighas. Aí não dá, né nêga?

O que eu fiz? Eu te respondo também, gata... Comecei a trocar as superfestas bombantes por reuniões etílicas ou não - bem mais raras, claro - com meus amigos. Ô coisa mais legal e maaais em conta! E vocês não acreditam as histórias que saem dessas noitadas à 6, 7 pessoas...

Então fica a dica pra vocês que também cansaram a beleza e de fazer carão pra um monte de gente desconhecida ver e botar defeito: reuna os poucos e bons e quem sabe uns agregados, compra umas caixinhas e uns salgadinhos, leva um twister, música ao gosto de todos e tã-nan!!!Tá pronta uma festona muito doida!hehehe

Obs: É claro que isso é every now and then, só pra descansar do desgaste emocional e físico que é cair na noitada - mesmo em Brasília.

7 comentários:

DanyZinha disse...

Ah, cara. Nem reuniões etílicas mais me satisfazem. "Eu quero um amor pra vida inteira". prontofalei

Babi Freitas disse...

Nah... concordo e assino embaixo! Ando mto de saco cheio de balada... haaaaja paciência pra cantadas fuleiras, homens sem noção, rios de dinheiros e montações super pensadas! Vou no meu sagrado forrozinho de toda quinta q de balada não tem nd, pq meus amigos queridos estão lá, danço, me divirto e às vezes bebo! HAHA
Chega fds, casas alheias de queridos tb são sempre bem-vindas! É melhor estar sozinha e bem acompanhada, de amigos!
Jamais esquecerei de mim, dançando tchan na piscina a noite! HAHA
aiaaaaai

Que bom ver um post seu por aqui, tava cansada de olhar os meus posts sem noção dos últimos tempos!
beijocas
;)

Marcelo Pacote disse...

Ivy, tens mais uma assinatura para o abaixo-assinado!

By the way, bora fazer uma festinha privada, regada a vinhos e queijo, com os sete primeiros que comentarem o post? ;)

Kérow disse...

A DO RO reuniõezinhas com Booze!!!!! Super to dentro SEMPRE!!!!!

Ivy disse...

Dany, você pode falar o que quiser que eu te entendo. :]

Babi, bate aqui que É NÓIS. Sempre, sempe nas baladas tensas e caseiras.
:*

Pacote:"não me chame não viu,que eu vou!"

Kérow, falou tudo, reuniões com booze a la vonté são tuuuuuuudo e nas minha vc tá sempre dentro!

Lay Campos disse...

Ah eu também adoro as festinhas caseiras é uma atmosfera completamente diferente mesmo... E Ivy, acho que você deveria escrever mais aqui!

Beijos

Ivy disse...

Pode deixar gatona! Quero aparecer mais, só tenho receio de falar mais da mesma coisa já que as lindas Babi e Dany tão sempre soltando o verbo com muita eficiência! ;)