quinta-feira, 26 de setembro de 2013

O poder do dinheiro

Esses dias entrei numa discussão super comum com minhas amigas; porém, o que me surpreendeu foi o desfecho.

Estávamos lá discutindo sobre "rachar ou não rachar a conta com o bofe". Eu sou do tipo meio chata-radical-feminista (às vezes até fazendo uso errado dessa última palavra). Não gosto que paguem nada para mim.

Sério? Você pode perguntar. Sério, eu respondo. Pode ser loucura da minha cabeça, mas sou meio independente desde pequena. Comecei a trabalhar cedo e há anos e anos não peço um centavo para meus pais (no máximo emprestado. E devo o banco, mas não devo meus pais, faço questão de pagar cada centavo). Quando um homem quer pagar algo para mim (embora isso esteja se tornando cada dia mais raro), eu me sinto à mercê dele, entende? É como se ele tivesse algum controle sobre mim, algum tipo de poder. Como se por estar pagando algo para mim, eu tivesse que necessariamente retribuir de alguma forma. Uma espécie de obrigação implícita. Se eu pagar minha parte, não sinto remorso nenhum de não bejar o cara no fim da noite ou não ter um second date com ele. Posso estar viajando, e muitos dizem que estou, mas eu prefiro me proteger. Eu me sinto MAL, de fato, quando um homem paga alguma coisa para mim.

Já minhas amigas (as que estavam na discussão comigo) adoram quando o homem se oferecem para pagar. Elas dizem que sempre fazem a dancinha da carteira: pegam a carteira como quem diz, "eu posso rachar, mas..." e esperam o bofe mandar um "não precisa, é por minha conta, eu faço questão".

Separemos as coisas: muitos homens tem mania de ficar dizendo por aí que mulher gosta mesmo é de dinheiro. Se esse é o único tipo de mulher que você anda atraindo, interesseira, talvez seja melhor rever suas conceitos, atitudes e as mulheres com as quais você anda se envolvendo. Quem fica por aí ostentando, atrai esse tipinho de gente mesmo. Porém, estamos aqui falando de pessoas normais, pessoas de bem. Afinal, gostar de dinheiro não tem absolutamente nada a ver com gênero: dinheiro é unanimidade, todo mundo gosta.

Então voltando ao tópico, minhas amigas disseram não ter problema nenhum quanto ao cara pagar o restaurante, o motel, o cinema, whatever, e que o que as deixa ainda mais à vontade é que eles, in fact, GOSTAM de pagar.

É o que?

Elas disseram que o homem se sente orgulhoso, poderoso, macho-alfa e no controle da situação, quando pagam. Eles têm prazer em "prover para a fêmea". Citaram vários homens (namorados, irmãos, amigos) que alegaram isso. Que os homens gostam do ritual: dancinha da carteira + pagar a conta.

Fiquei meio reflexiva e por que não dizer, um tanto surpresa, com a tal revelação. Afinal de contas, minhas reação não é tão absurda assim. Eu sempre detestei que homem pagasse para mim porque sentia uma sensação de poder vinda daquele gesto masculino, e agora que minhas amigas falaram isso, foi como a cereja no topo da minha tese. I was right. I AM right.

O dinheiro é sinal de poder na sociedade, nas relações, em tudo. Difícil fugir disso, mas enquanto eu tiver dinheiro para pagar minha própria cerveja, nadarei contra a maré. Se o cara tiver dinheiro para pagar a parte dele para mim tá maravilhoso! Me chamem de louca ou do que quiser, o fato é: eu gosto de dinheiro. Mas do meu, não do dos outros.

4 comentários:

Rodrigo Maués Albuquerque disse...

Não vou entrar no fato de suas amigas serem interesseiras ou não! Não as conheço e a sociedade impõem muitas que não são verdades absolutas.

Eu, como MACHO, ALFA, ETC A PORRA TODA, gosto de mulheres FEMÊAS, ALFA, ETC A PORRA TODA.

Mulheres não devem SEMPRE rachar e homens não devem SEMPRE pagar. Acredito no bom senso. Se sobrou grana a mais esse mês pra mim, eu pago. Se mês que vem aconteceu um imprevisto com meu carro, ela paga, ou se divide.

A vida é feita de bom senso. Gosto de gastar dinheiro, mas pra isso tem que ter dinheiro e pra ter dinheiro tem que trabalhar...

Não costumo sair com gente sem futuro, que não trabalha, não tem uma perspectiva na vida. Sendo assim, mulheres que fazem dancinha da carteira são PALHAS, mas mesmo assim, existem as que nem fazem.

Por isso que eu digo, gosto de MULHERES não de meninas...

DanyZinha disse...

"Não costumo sair com gente sem futuro, que não trabalha, não tem uma perspectiva na vida."

Touché.

Mas calma, qdo vcs são namorados rola de fazer o esquema do "esse mês ta sobrando dinheiro para um e esse mês ta sobrando dinheiro para outro". Antes do namoro, nao rola de fazer isso.

Tem homem q gosta de pagar, eu gosto de pagar minha parte sempre.
Enfim! hehehehe

Sem revoltas, Maués! kkkkkkkkkk

Guilherme disse...

Acho que você tem mesmo algum trauma com dinheiro! Será que sua reação não é nem um pouco absurda?... se oferecer para pagar a conta não poderia ser só uma gentileza? Não é pagar a sua conta de luz nem o mercado da semana, é só um jantar!

Engraçado é que os manuais de paquera dizem que quando a mulher faz questão de rachar a conta, não é nem sinal de estar se fazendo de difícil, é toco mesmo... Vai entender! Depois dizem que é o homem que tem que chegar (senão é frouxo), que mulher que toma a iniciativa é atirada e "fácil" etc. Quer dizer então que é impossível que você encontre um cara que queira pagar o jantar sem intenção de querer te controlar nem mendigar por um beijinho de despedida como retribuição?? Tu tá doida...

DanyZinha disse...

Bom, Guilherme, primeiramente eu disse que essa é uma reação automática minha. Em nenhum momento eu disse que o cara está errado em se oferecer para pagar algo para mim. Sim, é uma gentileza. Mas minha personalidade é assim (nao disse que é certo nem errado) e cada um reage conforme suas crenças. Agora... MANUAL DE PAQUERA?? WTF? Isso nao existe! Primeiro, que nao sei de onde vc tirou essa ideia estapafudia de que a mulher rachar a conta é toco. Jogue esse manual fora, pq essa pessoa q escreveu nao sabe NADA de mulher. Nem de paquera.
Eu nao tenho trauma nenhum com dinheiro. Sempre trabalhei, sempre tive meu trocado e é só isso. Meu problema é com falta de controle da situação, mas enfim, o que é para ser discutido aqui não é a minha reação, e sim se os homens de fato sentem essa sensação de "poder" qdo pagam a conta da mulher.
Eu nao estou doida.
Vc pode discordar, mas n precisa ofender ne hehehehehe