domingo, 25 de outubro de 2009

E o quê é que eu tô fazendo aqui?


Loira e Platina em mais uma missão surreal na nossa amada Brasília-de-meldels: encontrar uma balada econômica e legal num sábado a noite.

Pra nós (Platina e Loira) carro é banal, ter dinheiro pra entrada da festa é banal, beber mais de dez brejas antes de ir pra festa é banal, correr e furar fila pra entrar num festa "privê" é totaaaal banal. E o que não é banal é o glamour e isso não nos falta. Adotamos todas essas banalidades e o glamour também.

Fomos, como sempre nessas condições de garotas suburbanas que somos, curtir a night nessa festa que rolaria reggae, ragga y otras cositas más... Eis que chegamos ao local já empapuçadas de cerva, correndo e furando fila. Ao dar essa furadinha avistamos um jovem gajo atraente que tinha um quê de porteño-despeinado, ou seja, delicinha. Entramos na cara dura.

Festa lotadaaaa numa micro casa, música interessante, gente mais interessante ainda e muita fumaça (i)legal. Adooooramos o ambiente. Estamos a dançar, Loirinha, Platina mais amigos punks de Platinada e quem aparece todo serelepe? El porteño-despeinado.

Reboladinha vai e reboladinha vem, o porteño tava do meu lado me chamando pra dançar e se rebolando todo. Loirinha que já tinha curtido o gajo não deu outra, emplacou o gol. Mas nenhum gajo aparece neste blog sem um motivo, não é mesmo, pessoal?!

Cara, é que uma ficante minha tá aqui e eu não queria queimar meu filme, de boa?, profere o Porteño.

Ah de boa!, responde a compreensiva Loira.

Porteño-despeinado cumprimenta a moça e a amiga-da-moça.

Vou lá levar a cerva pro meu brother!, profere Porteño tranquilamente.

Vai lá, to aqui com a minha amiga, tá?!, responde a compreensiva Loirinha.

Alguns minutos depois...

Minha namorada tá aqui, desculpa. Quase melou tudo, foi mal mesmo, querida. Desculpa, tá?! Você não tem nada a ver... profere Porteño tranquilamente.

É... isso é problema seu, né?! Oo, responde completamente atônita Loirinha.

Loira pára. Pensa. Tenta refletir em meio a tanta fumaça, álcool e gente se pegando. Enfim, conclui:

Peraí, o menino tava comigo e com a peguete e com a namorada! Putaqueopariu!

Contei pra Platinada que ficou em estado de choque para sempre. Porém, como nenhum gajo aparece neste blog sem um motivo, não é mesmo, pessoal?! [2]

Vi o tal com a tal namorada (#coitada). Digamos que ela fosse irmã gêmea da peguete dele vestida com as mesmas roupas da mesma(!), ou seja, a namorada e a peguete eram a mesma pessoa... Ou seja, ele trocou o produto duvidoso (a Loirinha aqui) pelo produto certeiro (a namorada/peguete). If you know what I mean...

Isso porque o gajo perguntou: Você tá de carro?

6 comentários:

DanyZinha disse...

Gente... "isso é um absurdo" (como diria meu anti-herói)! Que que issso....
E eu achando que os homens nao me espantavam mais...
Qual eh o problema desses caras, meu Deus do céu?!?!?!

Kérow disse...

EU ia A DO RAR esse lugar
=D
IUAHIUAHIUAHIUAHIUAHUIAHUIA IHA! adoro pessoas estranhas!

Ivy disse...

Meudels forte pra essa balada. Esquema macumba na encruzilhada!!!hahahaha Adoro umas nights loucura!Essa foi uma!

"Festa estranhag, com gente esquisita...eu não tô legal, eu não aguento mais birita" - sabiamente proferiu um dia um outro brasiliense.


Segurou bem Babi, gajos bizarros à parte, foi tudo um luxo.

Anônimo disse...

não sou leitor de blogs. caí aqui por acaso.

nome do blog interessante; mulheres bonitas falando a todos com a mesma sinceridade com que conversam "numa tarde achocolatada"(!); textos bem sacados; ideias e vocabulário surpreendentemente atrativos. me senti quase um invasor de território restritamente feminino.

tendes a receita que pode manter qualquer "gajo" cheio de afazeres vidrado nessas letrinhas de cor feminina sobre fundo preto.

a mim, roubaram algumas horas do valioso dia 29.

abraços esperançosos de que o acaso me presenteie outras vezes mais.

Babi Freitas disse...

Ei Anônimo! Que bonito o seu comentario! Perca sempre tempo com a gente... ADORAMOS!

já já tem mais uma leitura deliciosa, aguarde.

;)

Braulio Filho disse...

vcs se superam...

são os tempos modernos meninas...hauhauhauhauahua


bjks