quarta-feira, 1 de abril de 2009

Quando a sua Bonheur tem um E a mais...

Os últimos tempos andaram sendo duros. Problemas domésticos, problemas profissionais, problemas econômicos, problemas no amor... Seria algo como: azar no jogo e azar no amor!

Já que me jogar da varanda do Pátio Brasil não era (e continua não sendo) a solução, resolvi encarar de frente tantos azares e pêsares, mas quando é a hora de chorar?

Eu não sei chorar, sem exagero ou injúria. Choro com filmes à la Titanic, quando o Big larga a Carrie no altar, com final de novela quando todo mundo tá tendo bebê e casando. Mas quando é sobre a minha vida, eu travo. O choro pára na goela e de lá não sai. É agoniante não saber chorar, principalmente em situações complicadas-duras-e-fodásticas da vida.

Depois de descobrir que a minha Bonheur tinha (ou ainda tem!) um 'e' a mais desabei. Tudo que estava fragilmente ainda de pé foi por terra. Mas eu não chorei. Eu queria, mas continuei seca, vermelha, mas seca...

Me revoltei. Fiz cara feia, beicinho. Fui uma menina bunitinha que não sabe dar toco... ops! que não sabe o que é choro! hehehe

A casa de dentro tava uma bagunça empoeirada e só choro iria tirar todo aquele pó.

E, no meio da pista desaguei. No meu costumeiro ombro-amigo . Chorei as minhas decepções tão fortes e constantes dos últimos poucos meses de ano novo. Chorei os problemas de longa data. Chorei o meu 'e' a mais. Chorei minhas pitangas. Chorei o não chorar.

Agora a casa daqui de dentro continua bagunçada, cheia de problemas, tal-e-qual. Mas a poeira foi devidamente espanada. Cresci. Mudei. E já que a minha Bonheur é Bonheure, com um E a mais, a minha Felicidade não é pequena, ela tem um E a mais!

8 comentários:

DanyZinha disse...

Só eu e vc sabemos o quanto foram boas aquelas lágrimas. Sabe que esse ombro continuará sendo costumeiro. As long as our friendship lives - let's say, forever.
Mudar é o primeiro passo para adicionar todos os "e" necessários da sua felicidade!
Te amo!
bjos

Ivy disse...

Chorar faz mesmo um bem danado!Lava a poeira e continua andando!

Déka Rodrigues disse...

Chorar faz master bem, quando meu peito aperta, seja porque for, eu choro!
Coloco aquela musiquinha que tras lembranças e caio no choro, choro gostooooso pq alivia e faz bem mesmo, consigo respirar inteiro e bem!!!
Chorar não mostra fragilidade, mostra CAPACIDADE, capacidade de estravasar tudo aquilo que ta preso!

Kérow disse...

Amiga.. aminha casa tá um puteiro só e eu de fato estou afim d elargar esse esqeuma.... todos precisamos de alguem definitivo mas EXISTe algo chamado pancienca... é divino e poucos o tem..eu mesma n tenho e n sei dar tempo ao tempo..TIME KILLS ME

Babi Freitas disse...

Kérow > Mas eu não falava de achar um algém definitivo... minha vida tá mto mais complicada que apenas nao ter um alguém!
hehehe

Marcelo Pacote disse...

Babi, tu tens um 'quê' a mais que qualquer outra mulher nesse mundo! Para [atenção às novas regras ortográficas nos posts] de chorar e diga-me que raios é o "E a mais"! :)

Se ferrando na Balada disse...

confuso esse E a mais...

Digam ae com quem vcs ja foram comparadas na balada...

http://seferrandonabalada.blogspot.com/

Babi Freitas disse...

Se ferrando e Pacote> o "E a mais" é como dizer que algo tem um "Quê a mais" !!!

Obrigada pelas visitas e comentários no blog!

;)

ps: Pacote xuxu! Sempre lisonjeiro! Vc tb super tem um 'quê' a mais!