domingo, 15 de fevereiro de 2009

Ils sont de retour - Os Babacas

Situação > três lindas e interessantes solteiras (sim, tô metida hoje!) na balada mais haut niveau da amada Brasília.

Flash back (/explicativo) > pseudo-amiga, a provável quarta componente do time, desaparece o dia todo e não dá satisfação do sumiço, logo, uma das solteiras está extremamente emputecida.

Caça > a noite tá quente, muitos pretendentes, bebida relaxante pra começar e conversa animada!

Troca de olhares 1 > mocinho-do-olhar-instigante, trocamos olhares desde quando entramos, a Loira aqui jurava de pé junto: o gato vai chegar. Não! O gato agarrou uma amiga da rodinha dele! Ok, a noite é uma criança e ela tá só no começo.

Troca de olhares 2 > amigo-da-tradutora, depois do mocinho-do-olhar-instigante surtadamente parar de flertar comigo e agarrar outra reparei nesse tal mocinho-amigo, sorriso bonito, atraente... Saimos da pista pra comprar uma cerva, o gajo puxa a nossa Ruiva e diz que está interessado em mim! A-d-o-r-e-i! Maaaas o cara não teve balls para chegar em mim e d-e-s-i-s-t-i-u!! E eu suuuper queria. Ok, a noite é uma criança e ela ainda tá no meio.

Troca de olhares 3 > vocalista-delícia, banda não era das melhores, mas o vocalista era. A Loirinha aqui ainda animada e motivada pelas cervas já bebidas começou a paquerar indiscretamente o vocal delicinha da banda. (Vale ressaltar que a minha queda por moços de banda é um vício que eu adooooro não controlar =P) A paquera foi recíproca e já pensei "hoje eu agarro meu músico!", o show não tarda a acabar e o Dj começa. Mais olhares com o vocalista-delícia, esbarrões (oras, a casa estava lotada! hehe), conversinhas rápidas, até que ele e o guitarrista-com-braços-mára se acomodam ao nosso lado depois de mais um esbarrão proposital. Pensei "é agora!". É agora o caralho! O cara passou um século do meu lado e simplesmente não chegou O.õ!!! Diz a Ruiva que ele levava um anel muito suspeito no anelar da mão direita, mas eu não queria casar com ele, solo unos besitos!! Ok, a noite já tá uma velha caquética e eu cansei!

Climax > puta da vida com a noite improdutiva e mal gasta, chuva a caminho do carro e um babaca obeso me pega pelo braço, como obviamente baleias não me atraem + emputecimento exagerado no final da noite = não, eu não quero te conhecer, sai daqui e dá pra soltar meu braço, querido!? O free willy indignado com a recusa da Loira levanta sua mão e profere a pérola "dá uma voltinha magrela, olha olha pessoal o bambú girando!"
¬¬'
Pensei seriamente em ser bem realista em relação a condição corpórea do rapaz, mas preferi me calar e seguir até meu golzinho.

Desfecho > Ruiva e Loira, entristecidas, fomos engordar nossos corpitchos magrelos no fast food mais próximo e xingar os homens, lembrar dos últimos babacas, dos babacas anteriores a estes e dos futuros babacas!

Não é por nada não, mas eu tô cansada de palhaço!

4 comentários:

DanyZinha disse...

Belo e divertidíssimo post, Loira!
Mto informativo, by the way!
eh, tamo com uma zica danada nas baladas!
Ta faltando um salzinho por cima do ombro!
mas nao desistiremos, have a little faith!
;)

Bjos!

Sr. Sete disse...

post bem escrito, bem lido e delicioso, hihihihi

Parenta, quero te visitar....

vamos sair together...


bjomeliga...
kkkkkkkkkkk

desculpe a despedida escapuliu, kkkkkkk

Kérow disse...

GEEENNNNTE! caramba de noite perdida o povo da tradu ta cheio!!!! que coisa.....

Babi Freitas disse...

Guizudoooo querido!

Vamos sair fácil, hein?! Que tal um forrozin qualquer dia desses??

beijomeliga!
hahaha

pra manter a recíproca verdadeira!
;)